Bem vindo, amor.

          Quando menos esperamos, o destino nos faz cruzar com pessoas nas quais sonhamos uma vida inteira. Em certos casos, temos o desafio de passar pelo caminho estreito e mais difícil: Sofrimento é porta, mas se não atravessarmos, nunca saberemos o que ela quer nos mostrar. Quase sempre estão em nossas mãos os recursos dos sonhos, portanto, permitir que alguém chegue ao nosso ponto fraco é arriscado, perigoso, nunca sabemos as intenções da pessoa. De vez em quando, temos que reconhecer que o mundo fica chato, as coisas não fazem sentido. Afinal, todos querem ser de rocha, mas até os guerreiros sangram um dia. Sobre aquele conceito que só o sentimento enobrece, não concordo, a felicidade realmente nos melhora como seres humanos. Às vezes, constatamos que só há vazio dentro de nós, que só temos gelo no estômago. Cadê as borboletas? E assim, descobrimos que em meio ao vazio, ainda existem esconderijos de luz dentro do corpo. Tem pessoas que são assim, entram em nossas vidas e fazem uma vida inteira valer a pena. O melhor do amor não se escreve, talvez não se fale jamais. 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Recomendados para você

Receba textos novos no seu e-mail!