Te amo de graça e isso me custa muito.

Por Jéssica Pellegrini

| Tags : , , , ,

Leia o texto abaixo ao som de John Newman – Out Of My Head

Eu te entendo e, mesmo quando eu não compreendo, eu te aceito.

E sem sombra de dúvidas, eu te amo!

Existem pessoas que chegam do nada e tornam-se tudo. É uma mistura de sorte com escolha bem feitas, de merecimento com a conspiração do universo. Sempre existirá alguém para nos fazer acreditar no que já estávamos descrentes. Alguém que entre sem pedir licença, ocupe todo o espaço e não deixe nenhuma fresta sobrando. Alguém que preencha os medos, as falhas e aceite os nossos defeitos. Alguém que vai nos fazer sorrir mesmo sem motivos. Alguém que vai colocar sentido na palavra saudade. Que vai nos fazer perder o sono, dominar os pensamentos e sonhar com os olhos bem abertos. Alguém que vai desvendar os sorrisos e secar as lágrimas. Que vai estender a mão quando mais precisarmos e, quando tudo estiver bem, vai caminhar ao nosso lado. Alguém que não sinta vergonha, mas que morra de orgulho. Certo dia, alguém faz o nosso coração disparar e, a partir disso, falando por mim, a organização se transforma em uma bagunça.

Existem pessoas que são assim, roubam tudo da gente. Não conseguimos descrevê-las, mas sabemos que elas possuem características difíceis de encontrarmos. Alguém que sentimos vontade de sequestrar e manter em cárcere privado, sob os nossos cuidados e proteção. Alguém que se contássemos, os outros sentiriam inveja. Alguém que fica, quando todo mundo vai embora. Que cuida e saiba valorizar. Alguém que tenha mil defeitos, mas tente ser cada vez melhor. Alguém que respeite e seja honesto, não somente comigo, mas principalmente, com as próprias vontades. Alguém que saiba a hora de parar, que peça desculpas e fale menos. Alguém que faça mais, que não use as palavras como argumentos desnecessários. Alguém que escute, compreenda e não desconte em mim os problemas pessoais. Alguém que saiba relevar, que plante o bem e considere o amor como um dos sentimentos mais importantes.

Existem pessoas que são assim, mas para mim, existe apenas você.

Eu te amo de graça e isso me custa muito. Você não é uma perfeição, muito pelo contrário, você mais erra do que acerta. Eu não estou aqui para te julgar, quero apenas mostrar que, por inúmeras vezes, o amor não é bonito como dizem na rua. O amor não tem uma forma, um gênero ou um perfume. O amor é o que lateja dentro de nós. É aquela sensação de incapacidade por não conseguirmos controlá-lo. Não escolhemos o amor, ele nos escolhe e nos pega de surpresa. O amor não é alto ou baixo, magro ou gordo, pequeno ou grande, curto ou comprido, feio ou jeitoso. O amor é sentir-se. E, sabe, você é a maior prova de que o amor existe. Pois, eu sinto o sangue correr nas minhas veias e não existe nada mais gratificante do que estar viva, mesmo quando eu poderia ter todas as desculpas esfarrapadas para desencanar da minha própria felicidade.

Você é o meu exemplo imperfeito do que é o amor. E por ser ímpar, é que nos tornamos par. Eu me adapto as suas crises, mergulho nas suas dificuldades e não temo em bater a cabeça no fundo. Sei que as aparências enganam e, mesmo parecendo uma pessoa rasa, todos nós possuímos uma profundidade singular. Alguns mais intensos, outros menos, mas tudo é questão de desenvolvimento. Estou disposta a tentar, por você e por mim.

Me custa muito te amar assim. Eu não pago pouco, não ofereço migalhas. Não sou rica, financeiramente dizendo, mas posso afirmar que tudo o que é meu, agora também é seu. Com você eu quero somar, compartilhar e dividir. Não sou egoísta, também não vou usar as nossas diferenças como álibi das minhas prospecções. Tudo o que você quiser comigo, a reciprocidade é múltipla. Comigo você só tem a ganhar e, para isso, não precisamos nem jogar. Você é a carta que eu guardo na manga e dispenso todos os coringas.

Por fim, concluo que o amor é exatamente isso. Você ser pobre monetariamente, mas milionário em intenções. E nem se existisse outro alguém, bem mais interessante que você, eu juro não te trocaria. O meu peito não tem mais lugar e os meus olhos não conseguem ver um outro amor para a minha vida. E onde quer que eu esteja, o meu coração está com você. Meu bem, pode acreditar, digamos que eu não sou do tipo de pessoa que finge sentimentos, muito menos que esconde. Então quando eu digo que te amo, acredite!

Afinal, no amor não existem pessoas certas. Mas sim, aquelas que lutam para dar certo.

Sorte de nós dois.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Comentários


btt