No silêncio da escuridão.

Leia o texto abaixo ao som de Nickelback – Someday.

Papai do céu, quero te agradecer pelas inúmeras vezes, que você me enxergou melhor do que eu sou.

Pela sua capacidade de me olhar devagar, já que nessa vida, muita gente já me olhou depressa demais. Agradecer por toda essa sua dedicação e preocupação, que não se descuida de mim, nem por um segundo, se quer. Acredito que tudo o que acontece, é consequência do que fazemos. Mas, sempre tem aquela lição maior, na qual devemos aprender e crescer com ela.

Nada é em vão, muito menos, por acaso.

Qual o segredo disso tudo?

Apenas, elevarmos o nosso pensamento, sintonizando ele com o que nos faz sentir bem, de corpo, alma e coração. Temos que olhar nosso interior, nos concentrarmos no positivismo, e tudo aquilo que nos incomoda, devemos jogar fora o mais breve possível. Liberar a mente, eliminar nossas perturbações, mágoas e todos os mais variados conflitos internos. Necessitamos abrir completamente os olhos, e enxergarmos o quanto as coisas são lindas, nos mínimos detalhes. Se conseguirmos dar valor nas pequenas simplicidades da vida, só assim, poderemos sentir a sutileza de uma força maior, chamada fé.

Obrigada pela paciência de me escutar em todas as suas noites, e me perdoe, se de alguma forma, eu te decepcionei na tentativa de acertar. Pois, não importa o quanto as pessoas julguem ou idealizem um caráter sincero, só o Senhor conhece o meu coração. Intensifique cada vez mais a minha espiritualidade, me cubra de sabedoria para viver, me reerga sempre que necessário e me abençoe. Fechar os olhos, e com a consciência leve, ter uma noite memorável de sonhos significativos.

Que os anjos repitam comigo: amém.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Recomendados para você

Receba textos novos no seu e-mail!